15 janeiro 2011

I don't want love

Sou humana. Errei.
Pensei que te podia apagar de vez da minha vida, mas estava errada.
E o meu erro é sempre o mesmo. Pensar que te posso apagar da minha memória, do meu coração, quando, de facto, não tenho forças para o fazer.
Levas me sempre contigo, ao sabor da maré.

Quando a maré está cheia, amo-te.
Quando está vazia, amo-te ainda mais.
Onde e quando é que isto vai parar?

9 comentários:

cris disse...

concordo, concordo, concordo! *.*

Mary Happy disse...

tens de ver, a sério ;)

zuda disse...

sigo

Dani disse...

mesmooo :)

Joana Simões disse...

ooh , obrigada :D

Cristina Araújo disse...

Gostava mesmo que as coisas fossem assim simples querida, mas n são :s

Filipa De Castro disse...

adorei :p
sigo-te

filipa disse...

sim, tens toda a razão !
obrigada minha querida *.*
também adorei o teu !

Jade Freire disse...

adorei :)