19 fevereiro 2011

Life is life

pretty pics | Flickr – Compartilhamento de fotos!

O tempo aborrece-me. Quero fazer mil e uma coisas ao mesmo tempo mas os planos nunca dão certo. Ultimamente vivemos a correr. Tudo o que fazemos é mal aproveitado, fazemos por fazer. Porque é bom fazer, porque os outros também o fazem. Às vezes nem sabemos se o queremos fazer! Fazêmo-lo para agradar aos outros, para verem que também sabemos fazer. Mas tudo o que fazemos deveria de ser sentido exactamente no nosso coração e, na maioria das vezes, não é. Não vale de nada arrependermo-nos nos instantes a seguir. Estamos marcados. Somos pessoas banais, de plástico, tal como a nossa sociedade inteira. No fim de contas, faremos sempre parte dela.

16 comentários:

ma´guida ! disse...

está mesmo muito fixe *.*
Amei x)

Danii disse...

Ahah, é que é mesmo querida x)
Concordo totalmente com este post! Hoje em dia não há ninguém com ideias próprias, que façam as coisas com sentimento, com vontade. É triste, mas é assim :/

Patrícia Monteiro disse...

tenho de agradecer, sim, tu és uma querida :')
e adorei este post, é a verdadeira realidade :x

Thaysa Lopes disse...

Adorei! A vida é assim mesmo nos faz querer mil coisas ao mesmo tempo e mesmo assim essas coisas que queremos fazer são influenciadas pelas outra pessoas.

- cristiana disse...

Tens toda a razão, mas mesmo assim acho que já ninguém vive, mas sim sobrevive (e só porque tem que ser, porque é a unica "oportunidade").

Jane Mariah disse...

Gostei do blog*
Já estou a seguir :D

margaridda disse...

tão lindo o texto , goste muito do teu blog.
vou seguir ;)

Maria. disse...

sigo o blogue *

Mi disse...

Obrigada Martinha :)

LINDO*

maria disse...

ja somos duas -.- concordo com isto

Diianna disse...

E não podemos fugir disso.

Marta ☮ disse...

Ahah, pois é (:

- cristiana disse...

prefere, mas consegue pequenina?
viver as vezes e demais :|

Cáthe disse...

concordo plenamente! *-*
e obrigada por te teres dado ao trabalho de ler x)
beijinho **

- cristiana disse...

exacto (:

mg, disse...

muito obrigada marta (:
digo o mesmo do teu, está muito bom!