03 maio 2011

Com amor, para todos os meus pequenos anjos

lose my mind ;

  Apercebi-me que, por mais esforços que faça para poder expressar o que sinto por palavras ou gestos, nunca chegarei a consegui-lo. Não sei o que me liga, o que me prende a esta terra, este sítio a que chamamos casa. Força da gravidade que me obriga a viver pegada a uma terra? Se assim for, é contra os meus príncipios: devia de ter asas, caminhar pelo céu de mãos dadas e dizer: são os meus anjos, guardo-os comigo, são o que de mais precioso tenho na vida.
Enquanto não alcanço a plenitude, resta me percorrer as ruas da vida e dizer: "viu os meus anjos?"
Esperando em vão, com um rasgo de esperança nos olhos, que alguém me diga: "vi sim, e estão à sua espera."
E, a partir daí, tão naturalmente, porei um sorriso nos lábios e direi: sabe, são mesmo anjos, de verdade! E quer saber mais? Além de anjos, eram meus amigos. E ainda são.

8 comentários:

Sara Louro disse...

adorei :o

Sofia Guedes disse...

ainda bem que te sentes feliz (:

Sara Louro disse...

de nada, ora essa :p

Danii disse...

Obrigada minha linda $:
Gostei muito do texto :)

Gonçalo disse...

Gostei do texto :I

amota disse...

eu so quero que estejas bem e se precisares ja sabes, eu estou aqui para td :o

alexandra disse...

de nada linda, obrigada, tb fostei mt do teu (:

Nana disse...

Olá :) Escreves muito bem, *sigo o teu blog. Há textos teus com os quais muitas vezes me identifico .. [Desculpa a invasão :s, mas não resisti a deixar um comentário] Beijinhos