30 junho 2014

Dos dias em que as minhas certezas crescem, em proporção com o amor que vivemos.
Somos qualquer coisa, um nó de uma amarra, tão forte, difícil de desfazer.
Tenho tanto de ti como tens de mim. Conhecemo-nos de igual modo. A mesma pele morena que conheci naquele verão, mas mais madura, mais paciente, mais experiente. Mais meu, muito mais.
Todos os dias que passam, um pouco mais.
Saborear estes dias, o sorriso que me enche o coração, o abraço que preenche o silêncio e as palavras entre dentes.
O verbo amar que nos enche os dias, os meus, os teus, os nossos, e que nos faz avançar, perante qualquer batalha que tenhamos que travar.

2 comentários:

Samara disse...

Que lindo, que amor lindo :)
R: Não tem mal nenhum!

Isy disse...

Isso é mesmo amor...

Bjxxx