18 julho 2014

Do querer procurar e alcançar


Às vezes é preciso procurar.
Procurar bem.
Pelo que nos faz realmente felizes.
Parar um pouco e procurar o que nos falta ser.
Mais bondosos? Mais autónomos? Mais independentes? Mais positivos?
Somos seres humanos de mais e mais e nunca estamos saciados com o que temos.
Mas a questão que me coloquei a mim própria no último ano foi mais: estou eu bem, com o que a vida me ofereceu, ou tenho de continuar a procurar o que realmente quero?
Mais uma vez senti-me incompleta. Falta o que quero, o que faz as borboletas na barriga, como se de amor se tratasse. E lá no fundo, este amor é o que eu mais quero. Pelo qual mais anseio no fim destes dias de descanso.
O maior desafio que Setembro me podia (pode) trazer.
Acabar esta procura, atingindo-a de forma positiva.
Esperar por novas aventuras, porque esta vida é uma intensa procura de equilíbrio bom e desafios que nos puxam outra vez até ao limite.

1 comentário:

Bu' disse...

Adorei!
Concordo plenamente contigo*