22 maio 2014

Às vezes demoramos a encontrar o caminho, a delinear a forma correcta do mesmo, perdermo-nos de forma saudável para logo a seguir sabermos como voltar ao caminho original.
Às vezes só precisamos disso mesmo: do verbo perder. Descobrimos mais e por vezes melhor quando o fazemos. Ganhamos consciência dos nossos actos e definimos melhor o caminho que futuramente queremos tomar.
Não considero que me tenha perdido este ano; fiz apenas uma pausa. Daquelas em que respiramos fundo e percebemos o que realmente nos faz feliz, o que nos enche o coração.
Acho que reside aqui o meu medo: de ter feito esta pausa, e agora fraquejar quando for hora de unir forças e tentar mais uma vez. 
Acho que tenho as capacidades, e esse é o primeiro passo para aceitar e interiorizar o lema "Eu vou conseguir". 
Fiz desta frase o meu amuleto da sorte durante este ano e continuo a evocá-lo, porque nada está ganho. 
O gosto pelas palavras é grande, e é apenas uma pequena porta para o resto do futuro que quero para mim.

2 comentários:

Helena disse...

R: Sim, a 1ª música do teu blogue :)

Marta Moura disse...

Muito bom!